No mundo das joias, peças com pérola são sofisticadas e super valorizadas. Hoje nós vamos aprender mais sobre essa gema e como é produzida.

A pérola, também chamada de margarita, é um material orgânico duro produzido por alguns moluscos, ostras e mexilhões em reação a corpos estranhos que invadem os seus organismos. Ela é envolvida naturalmente em nácar e bicarbonato de cálcio produzidos pela ostra. A pérola é a única gema de origem animal.

pingente%20infantil%20de%20ouro%20com%20perola%20

Como a pérola é produzida: a pérola é o resultado de uma reação natural do molusco contra invasores externos, como certos parasitas que procuram reproduzir-se em seu interior. Para isso, esses organismos perfuram a concha e se alojam no manto (uma fina camada de tecido que protege as vísceras da ostra). Ao defender-se do intruso, ela o ataca com uma substância segregada pelo manto, chamada nácar ou madrepérola. Depositada sobre o invasor, essa substância cristaliza-se rapidamente, isolando o perigo e formando uma pequena bolota rígida. As pérolas perfeitamente esféricas só se formam quando o parasita é totalmente recoberto pelo manto, o que faz com que a secreção de nácar seja distribuída de maneira uniforme. O tempo médio de maturação de uma pérola é de três anos.

Como a ostra já se defende muito bem de invasores com sua concha, o fenômeno é raro, acontecendo em apenas um em cada 10 000 animais. No início do século XX, os japoneses inventaram uma forma simples de acelerar o processo, introduzindo na ostra uma pequena bola de madrepérola, retirada de uma concha, com cerca de três quartos do tamanho final desejado.

A cor da pérola varia conforme as condições ambientais e a saúde da ostra: as mais comuns são rosa, creme, branca, cinza e preta. As formas da pérola dependem do formato do invasor e do local onde ele se instala. As esféricas são as mais raras e, consequentemente, mais valiosas.

Confira algumas peças da Infini com pérola:

18

16099%20-%20infini_3122

15203%20-%20inifini_mg_0092-3

Curiosidade: no apogeu do Império Romano, quando as pérolas estavam no auge, Júlio César ofereceu a Servília Cepião (sua amante) uma pérola no valor de seis milhões de sestércios (moeda romana). E o general romano Vitélio roubou um brinco de pérola de sua mãe para financiar o seu regresso ao exército.

Até o século XVII, não existia tecnologia para polir pedras preciosas como rubis e esmeraldas, por isso as pérolas eram um dos maiores símbolos de riqueza e poder, usadas como adorno nas mais valiosas joias da época.

Importante: as pérolas têm que ser guardadas envolvidas em tecido e separadamente das outras peças. A limpeza deve ser com pano úmido e longe de produtos químicos, como por exemplo produtos para os cabelos, cosméticos e perfumes, pois tiram o brilho das pérolas.

16155%20-%20infini_0136

Fonte: Wikipédia / Mundo Estranho